Museu de História Natural entra esta semana na fase final da obras, conclusão é para dezembro

Museu de História NaturalO Museu de História Natural do Funchal entra, esta semana, na fase final das suas obras de remodelação, cuja conclusão prevista é para dezembro deste ano. As obras começaram no início deste ano e foi possível manter o museu em funcionamento condicionado até agora, mas a atual fase da obra implica intervenções mais substanciais.

Recorde-se que, com 85 anos de atividade celebrados no fim do ano passado, esta será a intervenção mais substancial no Museu nos últimos 50 anos, desde a criação do Aquário, e terá implicações profundas naquele que será o futuro do espaço. O investimento cofinanciado ascende a um milhão de euros.

A vice-presidente da CMF, Idalina Perestrelo, diz que “a remodelação do museu deixará marca na cidade, quer em termos de promoção da vitalidade cultural do Funchal, quer no que respeita à preservação do património edificado municipal, intervindo num símbolo municipal que não tinha obras substanciais há mais de meio século. A importância que atribuímos ao uso científico deste espaço também sai enaltecida, nunca sendo demais recordar que o Município do Funchal continua a ser caso único no país, pelo facto de ter um Departamento de Ciência ativo.”

A requalificação do Museu de História Natural do Funchal incide no património edificado do emblemático Palácio de São Pedro, visando, desde logo, preservar esta que é uma das mais significativas construções do concelho dos finais do século XVIII. A intervenção passa pela recuperação e restauro das zonas que apresentam capacidade estrutural e acabamentos originais, propondo, nas restantes zonas, uma reestruturação dos espaços, de modo a permitir dotar o edifício de novos compartimentos e acessos, que respondam aos requisitos funcionais do museu e às necessidades de segurança, bem como à normal circulação de pessoas no edifício, incluindo de pessoas com mobilidade condicionada. O Museu passará a ter, igualmente, um snack-bar e uma loja temática, no sentido de reforçar a atratividade da oferta e gerar novas receitas.