CDU foi à Rua Nova do Matadouro denunciar situações de risco com escarpas e taludes

A CDU foi hoje à Rua Nova do Matadouro, na freguesia de Santa Luzia, para denunciar uma situação que já se arrasta há vários anos e que “para desespero de quem aqui vive ainda não tem fim à vista”.

A deputada municipal da CDU, Herlanda Amado, alerta para o facto de “ainda hoje existirem estradas condicionadas ou encerradas, escarpas e taludes que necessitam de intervenção urgente para que seja garantida a segurança das populações, mas até à data a Autarquia não resolveu estes problemas. A Rua Nova do Matadouro, é apenas um dos exemplos a par de outros que poderiam ser dados, de uma estrada que foi encerrada devido ao perigo para a circulação automóvel, visto que não reúne as condições de segurança aos automobilistas, mas não podemos deixar de perguntar, e quem aqui vive? Quem reside nestas zonas não se sente seguro, visto que a situação só se agrava devido à instabilidade própria dos terrenos”.

Esta força política considera essencial que se concretize a consolidação destas escarpas e taludes e se reabra o mais rapidamente as estradas encerradas, porque as populações não podem continuar a ser prejudicadas pela inércia da edilidade funchalense.

Diz a CDU que a CMF, em articulação com o Governo Regional, já deveria ter dado passos no sentido da limpeza e consolidação desta escarpa, mas “por inércia e incompetência, tudo está igual há mais de 10 anos. Quem aqui vive não sabe o que é segurança e por mais que se questione as entidades competentes, a resposta e a intervenção tão necessária não chega. É uma responsabilidade do Governo Regional e da Câmara Municipal, garantirem todos os meios necessários para que sejam garantidos o bem-estar e a qualidade de vida das populações afectadas por situações idênticas a estas, antes que o mal aconteça”.