Marítimo satisfeito com a manutenção da “tarifa de desporto”, destaca sensibilidade de Bernardo Trindade e Pedro Calado

Carlos Pereira Marítimo
Carlos Pereira, na imagem com o reforço Jhon Cley,médio que veio do Alagoano.

O Marítimo emitiu hoje um comunicado, no seu site oficial, congratulando-se com a decisão da TAP em reconsiderar e manter a tarifa desportiva, lembrando que essa posição foi “defendida, desde o primeiro momento, formal e publicamente pelo Club Sport Marítimo junto das instituições responsáveis”.

O clube liderado por Carlos Pereira refere que “desde a primeira hora, o Club Sport Marítimo encetou contactos institucionais para reverter a situação e, felizmente, contou com a compreensão do administrador não-executivo da TAP, Bernardo Trindade, que se mostrou sensível, desde a primeira hora, aos argumentos apresentados num dossier elaborado detalhadamente pelo clube”.

A coletividade verde rubra aproveita este momento para fazer um agradecimento público “à vice-presidência do Governo Regional, encabeçada pelo Dr. Pedro Calado, à secretaria Regional da Educação, na pessoa do Dr. Jorge Carvalho, e ao grupo parlamentar do CDS-PP Madeira, na pessoa do Dr. Rui Barreto, que, após reunião com o Club Sport Marítimo onde foi apresentado um estudo de impacto sobre a medida, endereçou uma carta ao Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, expondo as nossas preocupações e alertando para a injustiça que estava a ser cometida contra o desporto madeirense”.

Após a recepção de uma missiva proveniente do Conselho de Administração da TAP, e no dia que marca oficialmente o arranque da nova temporada, o Club Sport Marítimo considera que “a manutenção, espera-se que duradoura, da tarifa do desporto representa uma vitória de todos, em especial dos clubes que promovem a prática desportiva na Região Autónoma da Madeira e que a representam em diversas provas nacionais e internacionais”.