Mais de milhão e meio de euros para dar vida nova ao Museu de Fotografia Vicentes

Museu Vicentes visita SRTCA secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, visitou, ontem, o espaço do futuro “Museu de Fotografia da Madeira – Ateliê Vicentes”, acompanhando, de perto, os trabalhos finais de restauro que estão a ser executados, no local, em algumas das peças do espólio que, em breve, estarão disponíveis para visualização por parte do público.
Este espaço, que é detentor de um património único, na Madeira e no país,” congrega não só o legado fotográfico dos Vicentes, dos Fotógrafos Perestrellos, dos Figueiras, da Ponta de Sol e de Carlos Fotógrafo, entre outros, como conta, ainda, com equipamento e mobiliário do passado”, refere uma nota da secretaria

O custo da obra, a cargo da Secretaria Regional dos Equipamentos e Infraestruturas (PATRIRAM), orça um montante de 1 milhão e 200 mil euros. Para além desta verba e no que respeita ao investimento desta Secretaria Regional do Turismo e Cultura nas diferentes componentes do projeto – que integram, entre outros trabalhos, a conservação e restauro do espólio fotográfico e não fotográfico, a museologia e a linha gráfica do Museu – estamos a falar de um montante que ronda os 500 mil euros, valor comparticipado em 85% pelo FEDER (Madeira 14-20).
O novo Museu da Fotografia contemplará zonas para exposições temporárias e temáticas, a par de uma forte componente educativa que permita explorar o conhecimento da fotografia, tanto do ponto de vista da sua história mas abordando, também, as novas tendências, junto de vários públicos.
A ideia do Governo Regional passa, também, por explorar, neste âmbito, parcerias com entidades externas à Região, de modo a projetar, simultaneamente, a imagem da Madeira, enquanto destino turístico e cultural, associando-a à fotografia. A este propósito, refira-se que será desenvolvida uma linha gráfica e um projeto de promoção e divulgação do novo Museu, de modo a afirmar a sua divulgação no exterior.
Com a abertura do “Museu de Fotografia da Madeira – Ateliê Vicentes”, a Madeira passará a dispor de «um espaço de grande valor histórico e documental», espaço esse que irá «contar a história da fotografia e das grandes casas da fotografia da Madeira», disse, na ocasião, a governante, sublinhando que a Região e, concretamente, a cidade do Funchal, «reforça e requalifica a sua oferta cultural e museológica, quer para os madeirenses, quer para os turistas, assim como abre espaço a novas abordagens e corresponde a diferentes motivações, junto de vários públicos».