“A TAP tem a pior operação a que já estive ligado em termos de atrasos”, quem diz é o próprio dono David Neeleman

NeelemanO dono privado da TAP, David Neeleman, fez declarações surpreendentes ao Expresso, uma delas tem a ver com os atrasos da companhia, onde diz que “há muito a fazer e temos de ser mais eficientes”. Mas diz mais: “A operação da TAP é a pior a que já estive associado em termos de atraso”.

Neeleman afirma que está a ser desenvolvido um trabalho, em conjunto com a NAV e com a ANA, no sentido de melhorar a situação “mas há muitas coisas que saem do nosso controlo. Esperamos que possamos ter esta situação resolvida”. Refere que a ANA – Vinci – “tem um dos aeroportos mais rentáveis do mundo e tem de gastar mais dinheiro”.

Segundo declarações ao jornal Expresso, Neeleman acentua que o problema do aeroporto de Lisboa é mesmo o fator que mais prejudica a TAP. “O mais negativo é o aeroporto. Esperamos que resolvam isso. É um desastre. E até que este problema se resolva, os atrasos continuarão, ainda que já não tão pronunciados como aconteceu no primeiro semestre de 2018. “Estamos melhor. Este ano estamos muito mais preparados. Contratámos pilotos e pessoal de bordo”.

Quanto à entrada de um investidor privado no negócio da TAP, o proprietário da companhia portuguesa não tem problema em afirmar que “o Governo estava desesperado para encontrar alguém que pegasse na companhia” e revela que “no primeiro dia tivemos de meter 90 milhões de euros para pagar salários e pagar à ANA”.

Para os próximos anos, perspetiva um crescimento e uma estabilização. “Iremos certamente fazer melhor este ano, mas não será ainda todo o nosso potencial. Estamos a receber 34 aviões novos este ano. Quando chegarmos a 2020, 2021 e a 2022, iremos ver as margems aunebtar de forma significativa e aproximar-nos do ponto de endireitar a companhia.Estou otimista em relação a 2019 e mesmo confiante em relação a 2020.”

Relativamente à polémica relacionada com os prémios atribuídos a diversos quadros intermédios da empresa, Neeleman reage dizendo que ”

quando há notícias durante três dias sobre prémios de desempenho, há um grande foco na TAP. É um país pequeno. Estamos a fazer o melhor que podemos, mas para gerir uma comapanhia, importa focar no essencial e esquecer o acessório”.

David Neeleman é o fundador das companhias aéreasdos EUA JetBlue Airways, Morris Air, Canadense WestJet e da brasileira Azul Linhas Aéreas. Tem 45% da companhia portuguesa TAP, através do consórcio Gateway, em parceria com o empresário Humberto Pedrosa.