MPT quer limpeza mais assídua da cidade do Funchal

 

O MPT Madeira veio chamar a atenção, em comunicado às Redacções, sobre a situação do lixo na cidade. Numa altura em que se acaba de comemorar o Dia Mundial do Ambiente, uma cidade como a do Funchal, premiada como uma cidade limpa, não pode perder este galardão, sob pena de deixar quem nos visita com uma ideia contrária, àquela que é dada nos programas de promoção da Ilha e da cidade, refere o partido.

“O MPT tem encontrado lixo espalhado um pouco por toda a cidade, especialmente nas zonas altas, onde os responsáveis camarários só lá vão em altura de eleições”, acusa.

“Não pode uma cidade como o Funchal, perder a imagem que tem além-fronteiras, de ser uma cidade limpa e florida, por isso defendemos que a recolha de lixo deve ser mais assídua e que a fiscalização seja mais eficiente. Quando são gastos 10 milhões de euros por ano na recolha de lixo e na limpeza urbana e o que podemos constatar é uma cidade cada vez mais suja e mais abandonada com lixo a acumular por vários dias, deixando uma imagem degradante do nosso concelho”, queixam-se os responsáveis do Partido da Terra, que quer que seja contratado mais pessoal de limpeza e jardinagem, “pois a Câmara Municipal está mais preocupada em abrir concursos para outros cargos, muitos deles sem sentido e pagos a peso de ouro”.