MPT quer “mais justiça” na atribuição de apoios sociais por parte da Câmara do Funchal

O MPT Madeira quer mais critério na distribuição dos apoios sociais da Câmara Municipal do Funchal, pois os mesmos, diz, beneficiam famílias com rendimentos acima da média, “como por exemplo o apoio ao arrendamento em que agregados familiares de três pessoas com rendimentos de cerca de 2000€, beneficiam do mesmo valor de apoio que uma família que tenha fracos recursos ou mesmo nenhuns”.

Sendo assim, diz o partido, “entendemos que estamos perante uma clara injustiça, pelo que o MPT defende uma revisão imediata dos regulamentos, beneficiando aqueles que têm rendimentos mais baixos e diminuindo ou mesmo acabando o apoio aos agregados com rendimentos mais altos”.

“Não se pode aceitar que uma família de três pessoas, com um rendimento de cerca de 2000€ possa ter o mesmo apoio de outra família com o mesmo número de elementos e que esteja numa situação de pobreza e desemprego”, refere a nota de imprensa deste partido.