Cafôfo e Duarte Caldeira apresentaram novos projectores interactivos nas escolas de São Martinho

De acordo com um comunicado da edilidade funchalense, o presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, e o presidente da Junta de Freguesia de São Martinho, Duarte Caldeira, apresentaram na Escola Básica da Ajuda o investimento da Junta este ano no campo da Educação, na sequência dos acordos de execução celebrados com a CMF, para efeitos de delegação de competências, que permitiram que as cinco escolas básicas da freguesia possam ter novos projectores interactivos.

O projecto de modernização das salas de aula das escolas de São Martinho pretende modernizar todas as salas de ensino curricular da freguesia, num espaço de quatro anos lectivos, ou seja, no decurso do actual mandato, num investimento que ascende a 10 mil euros/ano. A CMF colaborou ainda na montagem, com os serviços de carpintaria, electricidade e informática a acertarem a solução final.

Paulo Cafôfo defendeu, na ocasião, a importância de “unir esforços para que a educação surja sempre como uma prioridade e um direito a que todos os cidadãos têm acesso. O Governo Regional, as Câmaras Municipais e as Juntas de Freguesias têm o dever de, dentro do seu leque de competências, dar o melhor de si e fazer o que melhor sabem, para que exista efectivamente a igualdade no acesso a oportunidades, neste caso no acesso à educação condigna, com as melhores ferramentas e as melhores condições, lutando sempre pelos direitos dos nossos alunos.”

O autarca enfatizou, por fim, que “é exactamente por acreditar nesta mobilização de vontades que encaramos as Juntas de Freguesia como o poder local mais próximo dos munícipes, apostando em possibilitar os recursos para que estas possam ajudar a transformar a vida dos nossos cidadãos. Em 2019, manteremos uma política de descentralização de competências, com a atribuição de 1,7 milhões de euros às Juntas de Freguesia do Funchal, divididos por diversas áreas. Em São Martinho, uma boa parte da verba é vertida em matérias educativas e muito bem empregue como se vê”, elogiou.

O presidente da Junta de Freguesia de São Martinho, Duarte Caldeira, destacou, por sua vez, “o investimento feito a quatro anos lectivos, ou seja, no fim deste mandato teremos todas as salas do ensino curricular da freguesia a usufruir deste tipo de equipamentos, que nos permitem dar o salto a nível de qualidade e modernização do ensino, tornando-o muito mais apetecível para crianças desta idade, que têm uma apetência muito maior para as tecnologias. Este é, sem dúvida, um progresso necessário no ensino do primeiro ciclo para o concelho e para a Região.”