PSD-M responde à candidata do PS e diz que a taxa de execução dos fundos é superior à do País

Prada PSDO PSD/Madeira emitiu hoje um comunicado onde “lamenta que a candidata socialista às Eleições Europeias entre no populismo habitual do seu partido que, sem nada resolver, usa e repete a mentira para convencer a população, dada a sua falta de argumentos e de ideias para o futuro”.
O documento, assinado pelo secretário geral José Prada, refere que “mais una vez, o Partido Socialista sacode a água do capote quando se refere aos atrasos na abertura dos avisos aos Sistemas de Incentivos, quando foi por sua causa que esses atrasos se verificaram, já que a Região teve de esperar, um ano, pela reprogramação dos fundos que estavam, precisamente, nas mãos da República e das instâncias europeias. Neste período, tudo foi feito para garantir que os empresários continuassem a ter instrumentos a seu dispor, quer pela via de outros Sistemas que se mantiveram abertos, quer pela via das linhas de crédito. Aliás, dentro em breve, serão lançados novos avisos”.
OP PSD esclarece que “pese embora todos estes constrangimentos – que, reitera-se, não assumem os contornos nem a responsabilidade que agora querem imputar – a Região apresenta, no que aos fundos comunitários respeita, indicadores superiores aos nacionais, nomeadamente na taxa de execução/pagamentos (39%), que é 4 p.p superior à nacional e na taxa de compromisso (81%) que se encontra 3 p.p também acima. Preocupante não é o cenário a que, de forma demagógica, os socialistas se referem mas, sim, a falta de conhecimento que esta candidatura, dita ideal para representar a Madeira na Europa, mais uma vez manifesta publicamente”.