Alberto Silva garante que a ABM respeita estatutos e presta contas, não houve “lista alternativa” e o espaço do Mercado teve aprovação unânime na Câmara

Alberto silva
Alberto Silva garante que a Associação de Barmen respeita estatutos e presta contas. E diz que nas últimas eleições não apareceu qualquer lista alternativa.

Alberto Silva, o presidente da Associação de Barmen da Madeira, nega todas as acusações quando confrontado pelo Funchal Notícias com as situações expressas nas críticas provenientes de uma lista alternativa, à qual o barman Emídio Alves dá voz, agora, depois de ter integrado elencos diretivos anteriores e que, em declarações ao Funchal Notícias, lança fortes críticas à atual gestão, declarações essas publicadas numa outra peça. O atual presidente diz que são acusações “sem qualquer fundamento” que visam “denegrir” a imagem daquela estrutura representativa dos profissionais.

A ABM cumpre com os estatutos

O líder da ABM, reeleito recentemente, não tem dúvidas quando afirma que “a ABM cumpre integral e escrupulosamente os seus estatutos. Nos estatutos em vigor da ABM não existe qualquer limitação de mandatos. Qualquer sócio da ABM é livre de se candidatar a qualquer órgão social da ABM as vezes que quiser e pelo tempo que quiser”, dando assim resposta a quem acusa a atual direção de não estar a cumprir os estatutos em função de condicionalismos em matéria de limitação de mandatos. Alberto Silva diz que não, “não há nada nos estatutos que aponte limitação de mandatos”.

Apenas houve uma lista concorrente

Lembra que “no passado dia 27 de Fevereiro de 2019 foi emitida, por correio, uma carta onde todos os sócios efectivos e de mérito foram convocados para a Assembleia Geral para a eleição dos órgãos sociais da ABM para o triénio de 2019-2021. Nessa mesma carta foi definido que as listas de candidatos poderiam ser entregues até dia 12 de Março de 2019 até às 18h nas instalações da ABM (em cumprimento do prazo estatutariamente definido para o efeito). Após o decurso do prazo para a apresentação das listas de candidatos, constatou-se que apenas 1 lista de candidatos foi apresentada, a lista A, que foi eleita em lista única no acto eleitoral do dia 27 de Março de 2019 (ou seja há menos de 2 meses) em que votaram 99% dos sócios. Não se conhece qualquer lista alternativa”.

Outro dado que para Alberto Silva é claro prende-se com o pagamento de quotas em atraso: As normas são aplicadas a todos, sem exceção: “Os estatutos da ABM são claros no que diz respeito ao pagamento das quotas e o exercício dos direitos sociais dos sócios. Na ABM as regras estatutárias definidas pelos sócios são aplicadas a todos os sócios de igual forma e sem excepções por razões de igualdade e de justiça”.

Só este ano contabilizamos 15 novos sócios

Outra acusação que a Associação não consegue angariar novos sócios cai por terra, segundo o presidente da ABM, quando afirma que a associação que lidera “angaria constantemente novos sócios”. Aponta números que contariam os críticos: “Só este ano contabiliza cerca de 15 novos sócios, na sua maioria jovens em início de carreira, facto sobre o qual nos congratulamos. A ABM está e sempre teve na vanguarda da inovação, sendo a sua sede absolutamente fundamental para este desígnio. É através da sua sede que organiza campeonatos e workshops, através dos quais dá formação a cerca de 150 barmen por ano”.

Não colhe, também, o argumento de não prestar contas, como faz questão de salientar. Fala em acusações “gratuitas” sobre uma instituição “de excelência e que há muitos anos actua como uma montra e uma entidade “embaixadora” do que de melhor se faz na Madeira sendo o seu trabalho amplamente reconhecido, nomeadamente pelos organismos regionais e que foi formalizado com a atribuição da Medalha de Mérito Grau Ouro atribuída pelo Governo Regional da Madeira em 2017, a Medalha de Ouro atribuída pela Câmara Municipal do Funchal em 2016 no dia da Cidade – a única associação a nível regional que detém estes dois louvores”.

Contas aprovadas, contabilista presente, nem um voto contra

Alberto Silva revela que a associação “tem um contabilista que prepara as contas e disponibiliza qualquer informação requerida aos sócios. Todas as contas da ABM encontram-se aprovadas pelos sócios, sendo que as contas referentes ao exercício de 2018 (as últimas contas) foram apresentadas aos sócios em Assembleia geral que se realizou no passado dia 27 de Fevereiro de 2019 (e que foi regularmente convocada por carta emitida a todos os sócios por correio e afixada na sede da associação). O contabilista da associação esteve presente na Assembleia Geral, prestou todos os esclarecimentos às questões que lhe foram colocadas e as contas foram aprovadas pelos sócios sem qualquer voto contra, foi feita a acta correspondente e todos os sócios assinaram a mesma”.

Concessão do espaço no Mercado aprovado de forma unânime

Não foge às questões colocadas, mostra tranquilidade relativamente a todas as acusações, sendo que o facto de não ter havido votos contra na aprovação de contas, de haver reconhecimento público da atividade da associação e de não ter aparecido, formalmente, qualquer lista alternativa, pesam favoravelmente para o lado da direção em funções, mesmo tendo em conta a legitimidade da crítica num contexto do debate de ideias. E é neste domínio que surge a situação do espaço, no Mercado dos Lavradores, atribuído pela Câmara do Funchal.

Alberto Silva, também neste particular, vai direto ao assunto: “O espaço do Mercado dos Lavradores é um pilar fundamental através do qual a associação desenvolve a sua actividade. Relembramos que a concessão deste espaço foi realizada pela Câmara Municipal do Funchal, foi a reunião de câmara e foi aprovada de forma unânime e por todos os partidos a referida concessão, o que é bastante sintomático do reconhecimento que a sociedade civil tem do trabalho desenvolvido pela ABM. É o espaço onde os barmen podem obter formação prática em contexto de trabalho e serviu para dinamizar um espaço no Mercado dos Lavradores que se encontrava desocupado e que ao longo destes anos nunca teve qualquer finalidade. Basta passar no segundo andar do mercado num sábado de manhã para se perceber a vida e o dinamismo que a ABM deu àquele espaço…”.

Deixa, para os críticos, uma posição que vai no sentido de a ABM ser “a associação com mais prémios e participações internacionais do país. O patamar competitivo e qualitativo dos profissionais que representam a ABM além fronteiras é de excelência. Naturalmente que gostaríamos de ganhar os Campeonatos da Europe e Campeonatos do Mundo em que a ABM participou. Ainda não foi possível, mas é com esse objectivo em mente que trabalhamos todos os dias, sempre em prol dos interesses da ABM e dos sócios que fazem parte da vida desta associação”.