Albuquerque destaca mandato de boa gestão na Saúde e de lançamento do concurso do novo hospital

O SESARAM regista 15 serviços com certificação de qualidade.

O presidente do Governo Regional regozijou-se, hoje, com a plataforma de diálogo que o Executivo Madeirense tem mantido com todos os profissionais de Saúde da Região, respondendo assim à decisão do Governo da República de recorrer à requisição civil para reagir à greve dos enfermeiros. Na Madeira, esclarece Albuquerque, “não haverá greve e temos um clima de paz social.

Hoje, o SESARAM viu mais dois serviços com certificação de qualidade, a Pediatria e a Cirurgia Pediátrica, numa distinção que inclui as áreas da Consulta Externa, do Hospital de Dia, do Internamento e da Urgência Pediátrica. A certificação pela Direção Geral de Saúde (DGS) tem base no Modelo de Certificação ACSA Internacional e faz subir para 15 o número de unidades do SESARAM já acreditadas pela mesma entidade.

Em janeiro de 2017, foram acreditados os Centros de Saúde da Ribeira Brava, de Machico, do Caniço e de Santo António, a Unidade de Cuidados Paliativos e os serviços de Patologia Clínica, de Medicina Intensiva, de Ginecologia-Obstetrícia, de Anestesiologia e de Cirurgia Cárdio-torácica. Em junho de 2018, foi a vez do Bloco Operatório, do Serviço de Cardiologia e do Serviço de Sangue e de Medicina Transfusional.

A acreditação obtida pelas unidades já certificadas é válida pelo período de cinco anos, embora no decurso deste período, aos dois anos e meio, seja feita uma auditoria externa para garantia de que o nível de qualidade atingido se mantém.

A acreditação alcançada pelas quinze unidades de saúde do SESARAM, como refere uma nota sobre o assunto, “é o resultado de um investimento na melhoria contínua da qualidade dos cuidados prestados ao cidadão e constitui uma motivação e um exemplo para os restantes serviços hospitalares e centros de saúde. Este processo de acreditação, além de assegurar a garantia da qualidade e a segurança dos cuidados de saúde prestados, promove a confiança dos cidadãos na instituição e o respeito pelos seus direitos na relação com os profissionais de saúde”.

Miguel Albuquerque destacou, neste mandato que termina este ano, a boa gestão na Saúde e o lançamento do concurso para uma obra importante para a Madeira, o novo hospital.