Festa na cidade até ao Dia de Reis

FESTAS 4FESTAS 5Até 6 de janeiro ainda há festa pelo Funchal, com o final do programa alusivo ao Natal e Fim de Ano na Região, que teve no fogo de artifício o seu ponto alto e que proporcionou momentos de animação no centro da cidade, com afluência de milhares de pessoas, residentes e visitantes. Foi um final de ano com a temática dos 600 anos das Descobertas e uma iluminação natalícia bem conseguida.

Uma nota da secretaria regional do Turismo e Cultura lembra o que ainda falta neste programa, sublinhando que a par das atuações da Banda Filarmónica de Santo António (hoje, dia 3), do Grupo de Folclore da Casa do Povo da Camacha e do Grupo Folclórico de Santana (amanhã, dia 4), da Associação Recreativa de Nossa Senhora de Fátima do Arco de São Jorge e do Grupo Folclórico do Centro Cultural de Santo António (dia 5) do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Gaula e da Associação Recreativa de Nossa Senhora de Fátima do Arco de São Jorge (dia 6), destacam-se, ainda e na área da música, os Concertos da Orquestra Ligeira da Madeira, de Diana Duarte e de Miguel Pires, no palco da Placa Central, previstos para os dias 3, 4 e 6, respetivamente.

Destaca-se, igualmente, a 5 de janeiro, pelas 21.00 horas, o tradicional espetáculo do Cantar dos Reis, no Jardim Municipal, que cumpre mais uma importante celebração associada a este programa de Festas.

No Espaço Infoart, terão continuidade as “Oficinas de Natal”, dedicadas, nestes dias, ao Vinho Madeira, à confeção das tradicionais Botas de Vilão e à gastronomia típica regional. Sublinhe-se, neste âmbito, os Showcookings que trarão, a este espaço, os conceituados Chefs Miguel Fernandes e Hugo Dória (dia 3), Yves Gautier e Vera Nascimento (dia 4).

Já no Jardim Municipal, mantêm-se em exposição as árvores decoradas pelas 250 crianças que participaram na atividade “Vamos Enfeitar a árvore de Natal”.

A complementar toda esta animação, merecem especial referência o Mercadinho de Natal – este ano com oferta reforçada – a Aldeia Etnográfica no Largo da Restauração, o tradicional Presépio de Natal na Placa em frente à Sé Catedral e, naturalmente, as iluminações natalícias que, inspiradas na quadra, evocam as celebrações alusivas aos 600 Anos do Descobrimento das nossas Ilhas.