Lesados do Banif reúnem amanhã com a Ordem dos Advogados, para constituir um grupo de trabalho

Foto Rui Marote
 
De acordo com uma informação enviada à nossa Redacção, uma delegação da ALBOA, Associação de Lesados do BANIF, chefiada pelo seu presidente, Jacinto Silva, reúne amanhã, dia 19 com o bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo. O objectivo é a constituição de um Grupo de Trabalho no âmbito da mediação anunciada recente pelo Governo para uma solução extrajudicial deste caso.
A Ordem estará representada, além do bastonário, pelo seu vice-presidente, Ricardo Brazete. Jacinto Silva far-se-á acompanhar pelo advogado da ALBOA, Nuno Silva Vieira.
Esta reunião, refere o comunicado, é o primeiro passo subsequente à intenção manifestada recentemente pelo Governo (através do Gabinete do Primeiro-Ministro) de se avançar para uma solução negociada para os lesados do BANIF, através da constituição de um fundo financeiro, um pouco à semelhança do BES. Para tal torna-se necessário a constituição de uma Comissão de Mediação, com representantes do Governo, das instituições públicas relacionadas e dos lesados do BANIF.
Publicamente, nomeadamente em sede de comissão parlamentar, o bastonário dos advogados, Guilherme Figueiredo, já tinha mostrado a disponibilidade da Ordem servir de mediador na procura da referida solução extrajudicial. “Como organismo mandatado para prosseguir os valores da democracia, da equidade e do Estado de Direito, a Ordem dos Advogados considera-se competente para assumir tal papel, tendo-o, aliás, já desempenhado aquando do chamado “Caso dos Hemofílicos”, refere uma nota.
Uma das incumbências da Ordem dos Advogados, neste âmbito, será a nomeação dos peritos que irão integrar a Comissão de Mediação, sendo este um dos temas agendados para a reunião de amanhã.