Secretaria da Agriculrura tem mais 16,9 milhões para gerir em 2019

No global, o orçamento da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas (SRAP) ascende a 62,2 milhões de euros, dos quais 37,3 milhões de euros (60,0%), afetos aos investimentos do Plano e os restantes 24,9 milhões de euros (40,0%) ao funcionamento normal.

Comparativamente a 2018 estima-se um acréscimo de despesa de 16,9 milhões de euros, essencialmente afeto a despesas de Investimento.

Por agrupamentos económicos, as despesas quer correntes quer de capital têm neste orçamento pesos muito próximos, 50,5% e 49,5% respetivamente.

As Despesas correntes desagregam-se da seguinte forma: Despesas com pessoal com 19,1 milhões de euros, Aquisição de bens e serviços com 5,7 milhões de euros,

Transferências correntes com 6,2 milhões de euros, Subsídios com 232 mil euros e Outras despesas correntes com 86 mil euros.

Por sua vez, as Despesas de capital, estimadas em 30,8 milhões de euros, distribuem-se pela Aquisição de bens de capital com 25,7 milhões de euros (+207,6% comparativamente com o ano 2018) e por Transferências de capital com 4,7 milhões de euros e Ativos financeiros com 363 mil euros.

Na distribuição das dotações por orgânica, o peso do funcionamento normal representa 40,0% (24,9 milhões de euros), onde está incluído o Gabinete do Secretário Regional e os serviços afetos à Direção Regional de Agricultura e Direção Regional de Pescas.

Os investimentos do Plano ascendem a 37,3 milhões de euros, ou seja, cerca de 60,0% do total da despesa prevista verificando-se um reforço nesta área essencialmente afeto a projetos a desenvolver no âmbito do PRODERAM.