PSD esclarece que não apresentou isenção de taxas aos comerciantes na reunião de Câmara mas sim hoje na Assembleia Municipal

PSD reunião de camara 25 outubro
O PSD Funchal esclarece posição relaticamente à isenção de taxas para comerciantes afetados pelas obras em ruas do Funchal.

Face à polémica sobre as isenção de taxas aos comerciantes afetados pelas obras em determinadas ruas da cidade, e a diferentes interpretações sobre a posição do PSD, ontem, após a reunião de Câmara do Funhal,e  hoje após a Assembleia Municipal, a concelhia do Funchal daquele partido esclarece que “aquilo que foi referido nas declarações proferidas pelo autarca e na nota enviada à comunicação social foi que o PSD questionou a Câmara, na reunião de ontem, sobre o facto de não estarem a ser aplicadas isenções aos comerciantes afetados pelas obras no Bom Jesus”.
No  esclarecimento, O PSD refere que “apresentou, de facto, uma proposta, mas hoje, na reunião da Assembleia Municipal do Funchal, com vista à criação de um fundo de compensação e à isenção de taxas pelos comerciantes daquela rua e também da Fernão de Ornelas. Proposta essa que foi aprovada por maioria, com os votos contra dos deputados municipais da coligação que suporta o Executivo”.
O PSD reitera que “estas obras, que já se prolongam por muito mais tempo do que aquele que era expetável, têm trazido diversos constrangimentos e prejuízos aos comerciantes. Tudo isto por falta de planeamento e pela má gestão da Câmara Municipal.
5. Os comerciantes não podem ser penalizados pela incompetência e irresponsabilidade deste executivo camarário”.