Interdição na praia da Alagoa desrespeitada por empresa de surf, denuncia leitor do FN

Um leitor do Funchal Notícias divulgou ao nosso jornal uma situação, no seu entender, merecedora de severa crítica. Como é sabido, a Protecção Civil de Machico divulgou ontem a interdição a banhos pela Autoridade de Saúde Regional na praia da Alagoa, Porto da Cruz. A praia ficou interditada até nova avaliação das águas no dia 27 deste mês. Mas, constatou o cidadão, uma empresa de surf resolveu, mesmo assim, dar a sua aula durante a tarde naquele local, “entendendo que a interdição é uma mera formalidade” e assim “pondo a saúde dos seus alunos em risco”. Limitaram-se a tapar, com uma toalha, a sinalização da interdição, assevera o nosso leitor, que considerou “uma vergonha” a “ganância de pessoas que não olham a meios para ganhar dinheiro”.

Fica o apontamento.