Pedro Ramos afiança que o Governo Regional está a resolver os problemas na área da Saúde

O secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, esteve hoje na cerimónia de certificação da unidade de medicina reprodutiva do Serviço de Saúde da RAM, pela entidade APCER.

A Unidade de Medicina da Reprodução do SESARAM principiou a funcionar em 2014 e visa dar resposta aos problemas de fertilidade que afectam 15% da população, utilizando diferentes técnicas médicas, cirúrgicas e/ou de procriação medicamente assistida.
Na ocasião o governante salientou que esta unidade foi criada para que o SESARAM dê resposta às necessidades sentidas “em todas as áreas”.
A taxa de cobertura dos cuidados de saúde primários, asseverou, está a aumentar. Citando um novo modelo de organização, com unidades de saúde familiar, Pedro Ramos garantiu que, por outro lado, nos cuidados hospitalares, “estamos a consolidar, ano após ano, a nossa capacidade de resposta diferenciada para as situações que a RAM apresenta”. Exemplo disso, referiu, é a cardiologia de intervenção – “começámos a operação das arritmias” – a neuroradiologia de intervenção, que permitiu preencher uma lacuna no tratamento não-cirúrgico das situações aneurismáticas ou trombóticas, e a gastroenterologia de intervenção, com a aquisição de equipamento através do qual se podem agora fazer exames que antes não se faziam.
Pedro Ramos disse que amanhã, na Assembleia Legislativa Regional, estarão em discussão as altas problemáticas, uma questão que o Governo Regional quer também resolver, afirmou.