Sara Madruga da Costa envia carta ao Conselho de Administração dos CTT

PSD e Junta de Freguesia de Santo António, lado a lado contra o encerramento da loja dos CTT.

A deputada à Assembleia da República, Sara Madruga da Costa enviou uma carta ao conselho de Administração dos CTT.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, na missiva enviada que é do conhecimento público a deputada social democrata contesta a decisão de encerramento do balcão dos CTT da freguesia de Santo António, uma das maiores freguesias da Região.

“A decisão de encerramento do balcão dos CTT de Santo António, prejudicou toda a população que como diz o povo “não foi previamente tida, nem achada”.

Ninguém ouviu o presidente de junta de freguesia ou outros responsáveis.

A população de Santo António tem o direito de saber porque motivo fechou o balcão de uma das maiores freguesias da Madeira. Porque motivo encerrou este e não outro balcão.

O esclarecimento cabal de todas estas questões é muito importante para cerca de vinte e oito mil habitantes da freguesia de Santo António.

A população tem o direito a ser informada e esclarecida. Estamos a falar, realço de novo, de um serviço público”, escreveu a deputada.

Sara Madruga da Costa contesta na carta enviada aos CTT a injustiça e a desproporcionalidade da decisão de encerramento do balcão dos CTT de Santo António e solicita uma reunião urgente com o conselho de administração dos CTT – Correios de Portugal.

A deputada madeirense tem desenvolvido várias diligências no sentido da resolução deste problema que prejudica a população de uma das maiores freguesias da Madeira, Sara Madruga da Costa já questionou o governo da república e a ANACOM sobre o encerramento do balcão dos CTT de Santo António.