Abastecimento de Gás Natural no porto do Funchal “é um momento histórico” para a Madeira e para o País

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Pedro Calado fez referência à dimensão internacional que o Grupo Sousa assumiu no mundo empresarial. Foto Rui Marote

O porto do Funchal é o único porto nacional a fornecer o abastecimento de Gás Natural Liquefeito. É também a primeira operação mundial do género numa ilha, como referiu Amaral Frazão, em representação do Grupo Sousa, responsável pela respetiva operação que abasteceu o navio de cruzeiros AIDAprima. Um momento marcante.
A primeira operação ocorreu hoje, com a presença do vice presidente do Governo Regional, sendo que, para já, o navio AIDAprima será o primeiro a ser abastecido regularmente, todas as semanas, durante a sua passagem pelo porto do Funchal, porto que inclui o programa definido pela companhia para a época de cruzeiros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Pela primeira vez, no mundo, é feito um abastecimento de Gás Natural num porto de uma ilha. Foto Rui Marote
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O vice presidente Pedro Calado, na imagem com Luís Miguel Sousa, considerou este um momento histórico. Foto Rui Marote

Para o vice presidente Pedro Calado “estamos, hoje, perante um momento histórico, não só para a Madeira mas também para o País. Isto engrandece a Madeira, o Governo Regional e ssencialmente uma empresa com capitais sociais próprios e capitais sociais madeirenses, que está na vanguarda da tecnologia e está a dar um passo à frente de muitas empresas a nível internacional”.
Para o governante “temos que olhar para o Ambiente de uma forma diferente, de uma forma mais responsável. E o facto do porto da Madeira, através de empresa privada e com capitais madeirenses, ter a possibilidade de conseguir atrair uma indústria naval, que está em expansão no mundo, e dizer a todo o mundo que o porto comercial da Madeira está disponível e preparado para este tipo de operações, só nos pode deixar satisfeitos. O Governo Regional não poderia deixar de estar presente, hoje, ao lado deste empresário, desta forma de ver os negócios”.