PTP quer audição parlamentar ao Governo Regional e sindicatos, por causa da situação da PT na Região

Os deputados comunistas na Assembleia Legislativa da Madeira reuniram-se hoje com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Telecomunicações e Audiovisual (SINTTAV), para analisar a situação dos trabalhadores da PT Portugal na Região.

Ricardo Lume, deputado do PCP, referiu que o seu grupo parlamentar, após reunir com a delegação regional, “tomou conhecimento de graves situações na Região Autónoma da Madeira, de inaceitáveis pressões, configurando práticas de repressão e assédio moral, sobre trabalhadores na PT Portugal”.

Os relatos concretos de que os deputados do PCP se inteiraram “dão conta de situações verdadeiramente inaceitáveis”.

Ao exigir acordos para rescisão de contrato, disse Lume, ao alterar as funções de muitos dos trabalhadores, na maior parte dos casos que configuram autênticas desqualificações profissionais, ao alterar os habituais locais de trabalho fazendo trabalhadores, a Altice e os seus representantes de gestão do Comité Executivo estão a criar um clima de intimidação sobre os trabalhadores, denuncia o PCP.

A pretexto de “ajustar os custos às receitas”, têm vindo a ser impostas uma série de medidas e alterações organizativas dos recursos humanos, e pretendem transferir, aqui na Região, 102 trabalhadores da PT, para uma empresa que actualmente tem dificuldade em pagar a tempo e horas os salários dos seus trabalhadores, aponta esta força política.

Ora, tendo em conta esta realidade, o grupo parlamentar do PCP/M vai requerer  a realização de uma Audição Parlamentar com a presença dos membros do Governo Regional com a responsabilidade da área do trabalho e da economia, bem como dos sindicatos representativos dos trabalhadores da PT.

O que se pretende é identificar a real situação laboral da PT Portugal na RAM; saber qual tem sido o acompanhamento dado por parte do Governo Regional a todo o processo iniciado pela Altice, que pretende extinguir postos de trabalho na PT, com consequências directas para a Região; clarificar qual tem sido a intervenção da Inspecção Regional de Trabalho em relação aos denunciados casos de repressão e assédio moral feito aos trabalhadores da PT com o intuito de rescindirem o seu contrato de trabalho ou aceitarem mudar de empresa; e finalmente, “identificar quais são os prejuízos para a Região resultantes  da estratégia da multinacional Altice, que pretende desmantelar e destruir a PT, uma das empresas estratégicas do sector das telecomunicações a nível nacional”.