Monarch entrou em falência e suspendeu todos os voos programados, companhia voa para o Funchal

Monarch
A Monarch Airlines voa para o Funchal, fazendo, entre outras, ligações ao Reino Unido.

Com Rui Marote

A Monarch Airlines entrou em falência e suspendeu todos os voos esta segunda-feira. A informação está  a ser divulgada internacionalmente e já está a gerar uma onda de apreensão por parte dos passageiros que já tinham marcações para aquela companhia, algumas delas para a época de Natal. A companhia aérea britânica voa para os aeroportos do Funchal, Lisboa, Faro e Porto.

Segundo noticiam vários jornais, citando a Reuters, “o colapso da companhia levou ao cancelamento imediato de 300 mil reservas e deixou cerca de 110 mil pessoas sem voo de regresso a casa”.

O PÚBLICO noticia que “o Governo do Reino Unido já solicitou o aluguer de mais de 30 aviões para levar a cabo o que será a maior operação de repatriamento em tempo de paz, tendo destacado representantes também para os aeroportos portugueses”. Ao PÚBLICO, Manuela Romano de Castro, da embaixada britânica em Lisboa, afirmou que “o objectivo é que “não haja atrasos no voo de substituição que vão além de poucas horas”, afastando a possibilidade de ser necessário o alojamento de passageiros afectados em hotéis”.

Os passageiros que se encontrem abrangidos pelos voos cancelados da Monarch, devem, segundo o regulador da aviação civil, enviar e-mail para passageirosmonarch@anac.pt. Com os seguintes documentos:

  • cópia do título de transporte
  • nome do passageiro
  • aeroporto de origem
  • data do voo de regresso

Entretanto, a empresa easyjet, que também faz ligações à Madeira, já demonstrou solidariedade com os trabalhadores da Monarch, incentivando-os a concorrerem aos lugares disponíveis na empresa.