Peregrinos voltam a fazer caminhada a pé até Machico para participar na procissão do Senhor dos Milagres

Imagem do grupo de peregrinos do ano passado.

Um grupo de madeirenses volta a organizar este ano, a 8 de outubro, uma peregrinação a pé até Machico para participar nas festividades em homenagem ao Senhor dos Milagres que marca o calendário religioso a Leste e que conta anualmente com grande participação da população de toda a Região.

As inscrições já começaram ontem, com a organização de Paula Garcia. No ano passado, mais de uma centena de madeirenses estrearam-se nesta caminhada movida pela Fé. Pelos contactos que têm tido, a dinamizadora espera alargar o leque de participantes, dado o entusiasmo no ano passado.

Paula Garcia faz questão de sublinhar que “esta iniciativa é norteada apenas pela Fé e pelo desejo de participar nas festividades religiosas do Senhor dos Milagres, nomeadamente na procissão, que é uma tradição importante na Madeira. O percurso torna-se leve e seguro porque o espírito de grupo funciona”.

A devoção ao Senhor dos Milagres mobiliza muitos católicos e constitui das principais tradições da Madeira. No ano transacto, a partida fez-se pelas 10h00, nos jardins do Campo da Barca, tendo os peregrinos caminhado pelas antigas estradas regionais, com as t-shirts identificativas do grupo.

Os interessados em fazer a sua inscrição deverão contactar Paula Garcia, para o telemóvel 965845426, ou junto do bar “Cocas”, na rua Dr Juvenal, no Funchal.

A Festa do Senhor dos Milagres evoca a aluvião ocorrida no dia 9 de Outubro de 1803, que destruiu a Capela onde se encontrava a imagem dos Senhor dos Milagres, arrastada para o mar. Segundo os dados históricos, três dias depois, eis que a imagem apareceu e foi posteriormente entregue na Sé do Funchal. Em 1813, a imagem regressou à Capela do Senhor dos Milagres, em Machico e é hoje um ponto de grande devoção.