Como votaram as Câmaras desde 1976?: São Vicente sempre “laranja” votou “Unidos” em 2013

No concelho auto-denominado capital do norte, o PSD sempre governou com maiorias absolutas nos 10 mandatos ‘laranja’, entre 1976 e 2013.

Em 2013 entrou em cena José António Garcês, com claras raízes no PSD, que formou o “Unidos por São Vicente’ e retirou ao PSD o poder na Câmara com 64,6% dos votos contra 30,9% do PSD.

Das governações ‘laranja’ e do longo reinado de Gabriel Drumond, o melhor resultado do PSD foi em 1979 (70,0%) e o pior resultado em 2013 (30,9%).

Do lado do PS, o melhor resultado de sempre foi alcançado por João Carlos Gouveia, em 2005 (40,8%). O pior resultado dos socialistas tinha sido em 1979 (6,2%).

Em 2013 o PS não concorreu nem à Câmara nem à Assembleia Municipal. Este ano volta a apresentar listas.

Embora nunca tenha ganho a Câmara, o CDS já teve alguma expressão em São Vicente, sobretudo nas décadas de 70 e 80. O seu melhor resultado foi em 1985 (27,0%) e o seu pior resultado, 20 anos depois, em 2005 (2,2%).

Em 1989 e em 2001, PS e CDS deram as mãos, mas as coligações não foram além, respectivamente, de 28,2% e 25,2% dos votos.

Em 1985 o partido de Ramalho Eanes, o PRD, também concorreu em São Vicente mas obteve 5,6% dos votos.

PCP/APU e BE/UDP sempre obtiveram em São Vicente percentagens eleitorais residuais.

Para a Assembleia Municipal de São Vicente, não existe propriamente um decalque da votação para a Câmara mas anda lá perto.

Em São Vicente apenas PSD, PS e CDS conseguem eleger os 15 deputados municipais. PCP e BE têm ficado de fora.

Em 1985, o PRD havia concorrido à Câmara mas não apresentou listas à Assembleia Municipal.