Criança evocada em peditório nas ruas do Funchal é Moldava e sofre de epidermólise bolhosa (veja o vídeo)

O peditório que está a ser promovido no Funchal para ajudar uma criança com uma doencça rara refere-se ao vídeo que aqui reproduzimos.

A doença chama-se Epidermólise bolhosa (também conhecida por “doença de borboleta”) mas desconheçemos se houve evoluções uma vez que a situação retratada no cartão que está a ser exibido nas esplanadas do Funchal é referente a 2015 (a criança teve apoio do estado até 2014).

Trata-se de um dos 50 casos raros diagnosticados na Moldávia.

O vídeo é de 2016 quando a mãe, Elena, desesperada pede ajuda num canal de televisão.

O governo prometeu uma equipa médica para resolver o problema mas a mãe não acredita na solução. Mas nunca se fala numa deslocação à Alemanha.

A mãe chegou a dar uma entrevista a um jornal local (ver em http://www.jurnal.md/ro/social/2016/7/17/are-nevoie-de-ajutor-constantin-a-fost-diagnosticat-la-nastere-cu-boala-copilului-fluture/)