Freguesias à lupa: Ponta do Pargo já foi farol para o CDS por duas vezes

A freguesia mais a oeste do concelho da Calheta tem mais de mil eleitores mas a abstenção também é alta.

Tal como as vizinhas Fajã da Ovelha e Paul do Mar, na Ponta do Pargo a disputa eleitoral entre o PSD e o CDS costuma ser renhida.

O CDS já ganhou a Junta por duas vezes (em 1997 e 2013).

Na Ponta do Pargo as forças de esquerda têm pouca expressão.

O melhor resultado alguma vez alcançado pelo PS foi 10,4% no pós-25 de Abril (1976) e, mesmo coligado com o CDS em 2001 não foi além de 43,1%.

A situação é tão má para o PS que o partido nem sequer apresentou listas à Assembleia de Freguesia da Ponta do Pargo em 1979, 1982, 1997, 2005, 2009 e 2013.

Pelo contrário, o CDS tem forte implantação na freguesia. O melhor que já conseguiu foi vencer a Junta por duas vezes: em 1997 (48,4%) e em 2013 (49,8%). O pior resultado alcançado pelo CDS foi 22,5% em 1985.

De resto, apesar do equilíbrio, a confiança do eleitorado da Ponta do Pargo tem pendido para o PSD.

O resultado mais expressivo conseguido pelo PSD foi 71,1 em 1979 e 1985. O resultado mais baixo do PSD foi quando perdeu a Junta nas últimas Autárquicas de 2013 para o atual presidente do CDS, Manuel Gouveia Costa (42,9%).

No entanto, a luta mais renhida entre PSD e CDS que acabou por pender para o CDS foi em 1997 quando os centristas ganharam ao PSD por 6 votos de diferença.