Lopes da Fonseca vê com alguma preocupação resultados dos alunos madeirenses nos exames de 12º em Português e Matemática

Os resultados dos alunos madeirenses nos exames nacionais de 12.º ano, a português e a matemática, devem merecer uma reflexão profunda para que se conheçam as razões pelas quais os alunos da Região, ano após ano, continuam a manter notas abaixo das médias nacionais, disse esta manhã o presidente do CDS-PP, António Lopes da Fonseca. Para este responsável, esta situação deve merecer alguma preocupação.

“Terminamos o ano escolar, devo reconhecer que até correu com alguma estabilidade, mas não podemos ignorar esta questão das notas”, disse o líder do maior partido da oposição.

“Ouvi o senhor secretário dizer que não tem nenhuma explicação para este fenómeno, mas devemos encará-lo com muita preocupação, pois verifica-se que, nos últimos anos, tem havido cortes nas verbas transferidas para as escolas e a educação. Por outro lado, temos docentes a fazer trabalho administrativo e isso desmotiva-os, se calhar temos que analisar tudo isto.”

A colocação dos professores no próximo ano lectivo de ser feita com antecedência, aconselha António Lopes da Fonseca, porque este ano há cerca de 500 docentes a concorrer para as escola do continente e se este problema não for atalhado poderá causar “instabilidade” na Região, no próximo ano lectivo.

“Estamos a falar de um contingente de cerca de 8% dos docentes que leccionam na Região que podem ficar colocados no continente”, alertou António Lopes da Fonseca.