Suspeito de homicídio de jurista está agora a ser ouvido no Tribunal

Foto DR

O alegado homicida da jurista Ilídia Macedo entrou já no Tribunal do Funchal, para ser ouvido na sequências da acusações que sobre ele pendem, nomeadamente as de ter assassinado, a golpes de faca, a ex-namorada.

Escoltado por agentes da Polícia Judiciária, Valter Moreno, o treinador desportivo entrou cabisbaixo e de forma rápida no edifício. Suspeito autor de um crime de natureza passional, Moreno terá invadido a residência da ex-namorada na Ajuda, atingindo-a depois com golpes de faca. Terá mesmo chegado a escrever nas paredes com sangue da vítima.