Polícia sueca divulga fotografia de indivíduo suspeito na sequência do atropelamento em Estocolmo

A Polícia sueca divulgou a fotografia de um homem como “pessoa de interesse” com quem deseja falar, provavelmente na qualidade de suspeito, relativamente ao ataque hoje realizado em Estocolmo. Tratou-se, aparentemente, de um atropelamento deliberado numa rua frequentada por pedestres, e que matou pelo menos três pessoas, deixando várias outras feridas.

 

O primeiro-ministro sueco  Stefan Lofven admitiu que tudo aponta para um ataque.

Aparentemente terá já havido uma detenção, mas a Polícia diz o contrário. Para já, o que se sabe é que a carrinha foi roubada na sexta-feira. Admite-se, no entanto, que o perpetrador possa ter agido com outras motivações que não objectivos políticos.

Foi inicialmente referido que tinham sido ouvidos tiros, mas tal terá acontecido noutra parte da cidade e a Polícia disse que não havia relação com este incidente.

Unidades especiais de polícia foram deslocadas para a rua em questão, a Drottninggatan.

Multidões foram evacuadas de estações de comboios e vários lojistas da artéria em questão fecharam as portas na sequência da passagem da carrinha assassina, fechando uns clientes dentro e mantendo fora das lojas outras pessoas, que não sabiam o que fazer.