SRETC estranha declarações do secretário de Estado dos Transportes sob ligações aéreas entre Porto Santo e Madeira

FOTO SRETC

A Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura emitiu um comunicado no qual refere que “é com enorme e profunda estranheza que o Governo Regional da Madeira vê as declarações há pouco divulgadas pela imprensa, da autoria do Secretário de Estado dos Transportes, relativamente às ligações aéreas entre o Porto Santo e a Madeira”.

De acordo com a nota de imprensa, tais declarações “em nada correspondem à verdade” e “surgem no mesmo dia em que a Região teve a iniciativa de alertar, por sua conta e mais uma vez, o Governo da República, concretamente a Secretaria de Estado das Infraestruturas, para a necessidade de ser feito um ponto da situação acerca deste processo, uma vez que o Estado Português mantém a sua postura autista relativamente a todos os pedidos de esclarecimento que lhe são apresentados, num claro desrespeito pelos interesses desta Região”.

O gabinete de Eduardo Jesus sublinha que “o Oficio enviado (…) deixa clara a preocupação da Região. No entender do Governo Regional e atendendo aos tempos que decorrem da lei, já não parece exequível que o referido Concurso Público venha a ser lançado no prazo previsto. Nesta lógica, a Região solicitou, hoje, que a Secretaria de Estado das Infraestruturas assumisse, na maior brevidade possível, o encontro de uma solução alternativa que, pensada com a devida antecedência, salvaguardasse esta ligação e, naturalmente, os interesses e as necessidades de mobilidade da população residente nas ilhas do Porto Santo e da Madeira”.

“Na sequência destas declarações do Secretário de Estado dos Transportes, que são totalmente inexploradas, demagógicas e infundamentadas, esta Secretaria Regional já emitiu um segundo Ofício à Secretaria de Estado das Infraestruturas, que será de seguida tornado público, de modo a que se esclareça, cabalmente, a verdade dos factos”, conclui.

No texto desse ofício, refere-se: “Perante as incongruências registadas nestas declarações (…) o Governo Regional da Madeira solicita que se esclareça, cabalmente, a verdade e que o Secretário de Estado dos Transportes se digne a clarificar em que é que a Região está a falhar neste processo, quais são os atrasos verificados e em que é que se baseia para proferir tais afirmações, quando o Governo Regional, neste processo, assumiu, sempre e desde cedo, a maior antecipação em todas as diligências que lhe competiam”.