Frei Luís de Sousa recordado em palco “É Ele…”

Fotos de Carlos Freira

 

“É Ele… é ele…” foi a peça de teatro que o grupo “O Moniz-Carlos Varela” apresentou, ontem, à comunidade escolar da Escola Secundária de Jaime Moniz, no ginásio da instituição.

Micaela Martins e Carla Martins, coordenadoras do grupo de teatro levaram ao palco uma adaptação do histórico drama romântico de Almeida Garrett, Frei Luís de Sousa, estabelecendo uma ponte com o destino lírico e trágico entre três personagens de relevo histórico, Medeia, Inês de Castro e Madalena de Vilhena.

Os atores, simples alunos amadores de teatro, mostraram brios na arte de representar, tocando a plateia com a representação criativa e versátil, para além dos adereços não menos originais.

Uma sinopse distribuída aos presentes funcionou como chamariz para mais uma ida ao teatro, numa semana em que o Liceu tem privilegiado o palco. Eis a nota das coordenadoras: Três vezes sete. Vinte e um anos cumpridos. A senhora nobre “honrada e virtuosa” transformar-se-á na mulher adúltera. O homem honrado, “guapo, valente cavaleiro” será difamado. E a menina amada, “um anjo”, filha de ninguém. Sexta feira será o dia da revelação. A batalha será outra: o crime e o pecado! Ciúmes, desgraça, um anjo caído, a espada que destrói”.

A encenação e dramaturgia foram da chancela de Carla Martins e a direção de atores foi da responsabilidade de Carla Martins, Micaela Martins e Xavier Miguel. Os atores e atrizes, a alma da peça, desfilaram como se fossem profissionais: Catarina Serrão, João Brás, Jéssica Figueira, Catarina Silva, Filomena Góis, João Silva, João Domingos, Inês Alves, Carolina Silva, Joana Rodrigues, Nuno Andrade, Sofia Gomes, Mónica Teles, Dina Gonçalves, Verónica Neves, Francisco Caires e Rosário Gouveia.