Sujidade na costa do Lido não tem origem em águas residuais

obras do lidoO chefe de gabinete da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Iglésias tornou hoje pública que a ‘espuma’ que apareceu a boiar nas águas junto ao Lido não tem origem em descargas de águas residuais.

“O Complexo Balnear do Lido recebeu este ano a bandeira azul. Durante o último fim de semana apareceram manchas de sujidade no mar, que o Comandante da Zona Marítima (pessoa isenta e idónea) após verificação com uma lancha atribui a embarcações à costa que possam ter gerado a dita espuma, situação que infelizmente é normal, e passageira. Não são águas residuais nem qualquer problema com as estações elevatórias”, revela.