Lopes da Fonseca diz que Comissão Política nacional apoia o CINM e lança repto

lopes2.jpg

O presidente do CDS-PP, Lopes da Fonseca, esteve esta manhã junto às instalações da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), na Rua da Mouraria. Ali fez questão de sublinhar o empenho da Comissão Política nacional do seu partido, que reuniu ontem à noite, no Caldas. Lopes da Fonseca e o líder da bancada parlamentar do CDS-PP na Assembleia Legislativa da Madeira, Rui Barreto, estiveram presentes neste encontro, que teve por objectivo, refere este partido, a defesa intransigente do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), face às recentes polémicas relacionadas com os ‘Panama Papers’.

Lopes da Fonseca desafiou ainda o primeiro-ministro e o líder do PS-M, Carlos Pereira, a demarcarem-se das declarações favoráveis ao encerramento do CINM, feitas por dirigentes do BE e PCP.

O presidente do CDS – Madeira sublinhou que ficou expressa e inequivocamente estabelecido o apoio da Comissão Política do CDS nacional ao CINM, porque “todos entenderam a importância que este centro tem para a economia regional”.

Aliás, acrescentou, o CDS nacional nunca esteve contra o CINM.

“O que nós não entendemos é que outros partidos com responsabilidade, nomeadamente o PS regional e nacional, ainda não se tenham vindo demarcar das afirmações gravosas quer da líder do Bloco de Esquerda, quer de dirigentes do Partido Comunista e também alguns altos dirigentes do Partido Socialista”, criticou.

Lopes da Fonseca quer que o primeiro-ministro António Costa assuma que o CINM “é uma entidade credível e idónea”.