JPP pede uniformização de calendários escolares para educadores de infância e 1.º Ciclo

jpp1
Fotos JPP

O Juntos pelo Povo (JPP) vai recomendar ao Governo Regional que adote o mesmo calendário letivo para o Pré-Escolar e para o 1º Ciclo do Ensino Básico, a partir do próximo ano escolar, através de um projeto de resolução que o Grupo Parlamentar do JPP apresentou na Assembleia Legislativa da Madeira.

“Até à data, os educadores de infância têm sido um parente pobre na classe docente. Não têm as mesmas interrupções letivas dos colegas e necessitam delas para fazerem o seu trabalho a 100 %, nomeadamente: para participar nas reuniões de avaliação de cada período e no final do ano, para fazer ações de formação previstas na lei e para participarem nos projetos e nas atividades da escola”, afirmou Patrícia Spínola, esta segunda-feira, em conferência de imprensa, junto à escola EB1/PE da Ajuda, no Funchal.

A deputada do JPP lembra que esta recomendação não implica que os educadores tenham mais férias ou que o calendário do pré-escolar seja reduzido: “Nestes períodos de interrupção letiva os educadores de infância estarão na escola, mas as desenvolver atividades de preparação do ano, a preparar aulas ou a reunir com os pais, no início de cada ano letivo. Enquanto isso, as atividades de ocupação dos tempos livres, na componente de apoio à família, que o JPP reconhece ser fundamental, deverão ser asseguradas por profissionais não docentes, com formação técnica na área infantil”.

Com esta recomendação, o JPP pretende que os educadores de infância possam usufruir dos mesmos dias de interrupção letiva previstos para o 1º Ciclo do Ensino Básico, como acontece em todo o país, com exceção da Madeira.