Fabíola entra em Direito em Braga: “Já estava na hora de voar”

fabi1 Fabíola Paixão. Resultado: COLOCADA, Direito, Universidade do Minho. Esta é mais uma história real de uma jovem estudante madeirense, empreendedora e criativa. Sonhava com criminologia no Porto mas quis o destino que estudasse leis em Braga. Trocou o clima temperado da Madeira pelo frio do Norte em demanda do sonho de uma formação superior.

fabi2Sempre preparada para os novos desafios e a levar os estudos muito a sério, Fabíola Paixão atravessou um verão de inquietação e angústia numa longa espera pelos resultados. A turma coesa do ensino secundário ficou para trás e agora cada um tinha de seguir o seu rumo, viesse o que viesse.

Mais um testemunho na primeira pessoa que o FN dá hoje eco.

“Entrei!” Gritei eu, super-entusiamada e rodeada de amigos, ao saber que tinha entrado na universidade. Ao contrário de muitos, o meu sonho nunca foi propriamente entrar em Direito! Desde muito cedo que a minha paixão navega pelas artes do espetáculo, TEATRO, do qual tive o privilégio de praticar e aprender muito durante 7 anos com os melhores professores e que, sem dúvidas, foram tempos que me fizeram muito feliz e deixam saudades.

Mas a verdade é que a vida é feita de escolhas decisivas para o nosso futuro e tive de ouvir em primeiro lugar a minha parte racional. Hoje, estou na melhor Academia do País, Universidade do Minho em Braga, a estudar Direito e deixem-me que diga, muito orgulhosa de mim própria! Até agora, o pior sentimento surgiu “quando vi o melhor de mim” partir, os meus grandes e fantásticos pais! Sem dúvida que o maior obstáculo a ultrapassar é a saudade, principalmente quando somos muito chegados à nossa famíia! Saber que se esforçam todos os dias para me ajudar em tudo o que podem, dá-me ainda mais força e entusiasmo para cá estar e cumprir a minha missão! Desde as longas conversas com o (melhor) irmão mais velho até aos jantares entre toda a família, do cafezinho com os amigos até uma saída à noite, tudo isso fica ainda mais marcado em nós! Mas é um sentimento que nos faz crescer, e a cada dia que passa, torna-nos mais fortes! Afinal, vamos precisar de sê-lo para enfrentar toda a vida de uma maneira mais descontraída e de certo modo, realizada.

fabi4O tempo passa e vou adaptando-me ao novo mundo a quel agora pertenço! A Braga, à Universidade, a todo o pessoal e até ao curso, afinal vão ser quatro anos da minha vida passados aqui! Este primeiro ano, o curso vai ser mais teórico do que todos os outros, exatamente porque estamos a ser introduzidos ao Direito e a todas a bases necessárias para poder continuar. Não me tem deixado ficar mal, tenho gostado das aulas e da matéria dada! Pretendo tirar o meu curso, e mestrar-me mais especificamente em ciências forenses, área que também me fascina! Mas ao longo dos anos, vou estar atenta ao que mais me chama à atenção e então depois escolho com toda a certeza.

Senti-me muito bem recebida quando aqui cheguei, tanto pelos doutores como pelos colegas de curso. Muito sinceramente, a praxe sempre foi algo que me deixou com um pé atrás depois de toda a polémica que se criou à volta do assunto. Tenho a dizer que estou a adorar! São os jogos e brincadeiras, algum esforço físico, choros, risos, amizades e a ajuda mútua entre todos, que nos alegram os dias! É cansativa, é verdade, mas o objetivo é mesmo esse! Tornarem-nos num só, mais duros e fortes para conseguirmos ultrapassar sempre os piores momentos da nossa vida, com um pensamento positivo e de sorriso na cara. Pretendo ir até ao fim e para o ano trajar com grande orgulho.

fabi3
A Fabíola na companhia do irmão e dos pais.

O verdadeiro esforço acabou de começar e tenho noção que por muito vou passar, mas lutarei até ao fim para conseguir atingir todos os meus objetivos e passados os anos de estudo, sentir-me orgulhosa de mim própria. Já estava na hora de “voar” ..