Rui Gonçalves só deixa Jorge Carvalho fazer 30 viagens por ano

O Conselho de Governo reuniu em dia de forte contestação ao caso 'Jornal da Madeira'

O Secretário Regional das Finanças e da Administração Pública, Rui Gonçalves impôs ao seu colega de Governo, Jorge Carvalho, um limite máximo de 30 viagens e estadias, num gasto máximo que não poderá ultrapassar 28 mil euros em 2015.

O despacho de Rui Gonçalves é de 19 de Junho de 2015, admitindo-se que semelhante medida possa ser tomada em relação a outros governantes.

No caso de Jorge Carvalho, é concedida autorização excepcional para a celebração de um número máximo de 30 contratos de aquisição de serviços em deslocações e estadas, até ao montante de 28.000,00€, com IVA incluído, o qual abarca um período que não ultrapassará o ano de 2015.

“A celebração de contratos de aquisição de serviços de deslocações e estadas pelo Gabinete do Secretário Regional de Educação decorre da necessidade de representação da Região Autónoma da Madeira/Secretaria Regional de Educação e/ou participação em actividades relacionadas com os sectores da educação, do desporto, da educação especial, da formação profissional, da juventude, bem assim como a necessidade de promover projectos nestas áreas com recurso a outras entidades”, revela o despacho.