Albuquerque amanhã no Caniçal para inaugurar reformulação da Estação Elevatória de Águas Residuais

A obra de reformulação da Estação Elevatória de Águas Residuais (EEAR) do Caniçal, um investimento de 1,6 M€ (com IVA), já está concluída.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, inaugura amanhã, no porto comercial do Caniçal, pelas 11 horas, a obra de reformulação da Estação Elevatória de Águas Residuais (EEAR), um investimento de 1,6 M€ (com IVA), já está concluída.

Tendo em vista a ampliação e melhoria da gestão e funcionamento do sistema de drenagem de águas residuais do concelho de Machico, a ARM concluiu, recentemente, a obra de reformulação da EEAR do Caniçal, recorda nota da Presidência do Governo.

A antiga EEAR do Caniçal foi inaugurada em 1993 e encontrava-se subdimensionada, tendo em conta o acréscimo populacional verificado desde o ano em que entrou em funcionamento. Em períodos de maior pluviosidade, verificaram-se algumas anomalias no funcionamento da estação, devido ao seu subdimensionamento e à elevada afluência de águas pluviais.

A nova EEAR foi construída na mesma zona da antiga e possui um poço com maior capacidade de armazenamento para fazer face ao aumento dos caudais; novos grupos de eletrobombas para elevar mais caudais para a ETAR; e um novo sistema de desodorização.

A ARM tem também em fase de conclusão o projecto de remodelação e ampliação dos sistemas de drenagem do município de Machico, cujas intervenções, ao nível das redes colectoras, estações elevatórias e estações de tratamento de águas residuais visam a redução dos pontos de descarga directa no meio receptor, a conexão de coletores existentes que se encontravam fora de serviço, o aumento da cobertura de serviço e a reformulação do destino das águas residuais no referido concelho.

Tendo em conta as intervenções realizadas nas redes de drenagem de águas residuais na freguesia do Caniçal, é esperado que se registe um aumento da afluência do volume de águas residuais à EEAR do Caniçal.

A concretização deste investimento permitirá a prestação de um serviço de qualidade à população do Caniçal, bem como contribuirá para o cumprimento da Directiva da Qualidade da Água, tendo por objectivo principal a conservação e melhoria do ambiente aquático, atendendo à qualidade das águas, através da adopção de medidas que contribuem para a garantia de uma boa qualidade das mesmas, reduzindo a poluição urbana nas massas de água, renovação dos sistemas de drenagem de águas residuais, em casos de dimensionamento desadequado, como é o caso em apreço, refere a nota da Quinta Vigia.

A mesma também enumera os principais trabalhos:

Construção de nova EEAR;

Sistema de limitação do caudal máximo afluente à estação elevatória;

Execução de canais da obra de entrada e instalação de tamisadores (de banda filtrante) nos canais principal e de by-pass e comportas de guilhotina motorizadas;

Execução de circuitos hidráulicos;

Instalação de um desarenador/desengordurador;

Execução de poço de maior capacidade do poço de bombagem

Instalação dos novos grupos electrobomba em poço seco;

Instalação de sistema de desodorização

Optimização das instalações eléctricas e de automação;

Instalação de toda a instrumentação necessária à monitorização da infraestrutura;

Remodelação/substituição do emissário terrestre da ETAR do Caniçal;

Integração da EEAR do Caniçal no sistema de telegestão.