CDS apresenta voto de pesar pela morte de Alvarino Pinheiro

Um comunicado emitido pelo CDS dá conta do falecimento de Alvarino Manuel de Meneses Pinheiro, nascido a 22 de Abril de 1950, na freguesia de Santa Cruz, cidade e concelho da Praia da Vitória, na Terceira. Faleceu no passado
fim-de-semana, aos 72 anos.

Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia da Universidade
Técnica de Lisboa, Alvarino Pinheiro foi professor de Matemática e Geografia em Angra do Heroísmo e, também, consultor económico e financeiro de várias empresas e entidades entre 1983 e 1998.

Militante do CDS, a sua acção política foi, sobretudo, desenvolvida na Região
Autónoma dos Açores, onde ocupou lugares relevantes Alvarino Pinheiro,
“autonomista convicto e amigo da Madeira”, foi deputado e vice-presidente da Assembleia Legislativa dos Açores em diferentes legislaturas, assim como presidente do Grupo Parlamentar Açoriano do CDS-PP.

Por isso o presidente do grupo parlamentar centrista na ALRAM propõe um voto de pesar pela morte de Alvarino Pinheiro, “um autonomista convicto e paladino dos valores da democracia-cristã, e expressa à sua família e aos seus amigos, sentidas condolências”.