Orçamento em São Gonçalo aprovado por maioria

O Executivo de freguesia de São Gonçalo liderado pela Coligação “Funchal Sempre à Frente” emitiu um comunicado algo triunfalista, no qual refere que a maioria aprovou as suas propostas de orçamento e plano de actividades para o ano
de 2023. “Todas as forças políticas representadas, nomeadamente o Partido Socialista e o Bloco de Esquerda, reconheceram ser impossível votar contra o orçamento apresentado”, prossegue o comunicado.

Na reunião de Assembleia de Freguesia foram apresentadas “propostas e medidas para concretas para combater as necessidades e carências da freguesia” e para “promover coesão social”.

O orçamento da Junta de Freguesia de São Gonçalo, refere-se, é de cerca de 350.000€. Pretende-se, declaradamente, “continuar a apostar nas áreas sociais, nomeadamente no apoio às famílias onde se verifique a necessidade de conceder respostas sociais adequadas à realidade da população da freguesia, no apoio à educação, nomeadamente na atribuição de bolsas de estudo a estudantes
carenciados matriculados e inscritos em estabelecimentos de ensino superior, no apoio à concessão de livros e manuais escolares, bem como, material escolar às famílias em situação de graves carências, na atribuição de incentivos à natalidade e adopção e por fim, na melhoria das condições habitacionais básicas dos agregados familiares economicamente desfavorecidos (…)”.

O executivo de freguesia pretende garantir a continuada aposta na recuperação de espaços públicos degradados, nomeadamente passagens públicas, muros e escadas, travessas, fontenários e outros equipamentos públicos.

A vertente cultural “foi igualmente revigorada com a intenção da criação de uma agenda cultural em parceria com outras instituições da freguesia, que permitirá a realização de diversas actividades particularmente passeios culturais, colóquios, concursos, exposições e eventos musicais, visitas a museus, etc.”

Foram ainda assegurados os apoios financeiros às instituições, associações culturais e clubes desportivos da freguesia.

O executivo diz ter auscultado “as instituições e toda a oposição”, chamando todos a participar na compilação do orçamento da freguesia.

Foram ainda aprovados por unanimidade, a nova redacção do regulamento do programa de Protecção Social e Família, bem como, o regulamento que disciplina e
define as condições de utilização do Campo Polidesportivo “Prof. Luís Ferreira”.