CDU culpa PSD e PS pelos problemas de insegurança

A CDU continua a abordar a problemática da segurança e do fim do policiamento de proximidade. Desta feita realizou uma acção política regional na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde apontou um dos casos inaceitáveis de encerramento de um posto da PSP.

Edgar Silva considerou “revoltante assistir às declarações por parte do PSD e do PS com lamentos acerca da crescente insegurança experimentada pelas populações. Quando se sabe que foi devido aos governos do PSD e do PS, quer na República, quer nesta Região, que foram encerradas esquadras e postos da PSP em diversas localidades, é de uma tremenda hipocrisia política a sucessão de uns e de outros sobre o agravamento da insegurança”.

No Estreito de Câmara de Lobos a CDU colocou um marco histórico para destacar, lembrar que ali foi encerrado o serviço de proximidade que era garantido pela PSP.

A este propósito disse ainda Edgar Silva: “Foi por decisão dos governos do PS e do PSD que foram desmantelados os projectos de policiamento de proximidade. Foi pela mão do PS e do PSD que foram criadas as chamadas “super – esquadras”, sem os meios necessários para a resposta à crescente insegurança sentida nas localidades”.

“É da responsabilidade política do PS e do PSD a actual situação de falta de recursos humanos e materiais, a falta de meios logísticos e operacionais com que se confrontam os projectos de promoção da segurança pública e de prevenção da criminalidade”, concluiu.