Mercado dos Lavradores celebra 82 anos de existência

O Arquivo Municipal do Funchal assinala o aniversário da inauguração do Mercado dos Lavradores.
Segundo uma nota informativa do AMF inaugurado a 24 de novembro de 1940, o Mercado dos Lavradores é um dos maiores marcos da capital da Madeira. Projetado por Edmundo Tavares (1892-1983), durante o “Estado Novo”, é um ponto de referência na linguagem urbanística, arquitetónica e funcional da cidade do Funchal. Implantado sobre quarteirão com praça retangular moduladora, de espaço interior fragmentado e diversificado imaginado como uma cidade em miniatura, com ruas largas e praças espaçadas que ritmicamente formam um marco na arquitetura domestica de cunho regionalista.
Composto por dois pisos, o Mercado dos Lavradores oferece um vasto leque de produtos regionais, incluindo: peixe, carne, frutas tropicais, vegetais, especiarias e as muitas flores que transferem para este espaço toda uma sensação de frescura e despertam os sentidos de todos os que o visitam.
Situado na Rua Brigadeiro Oudinot, no núcleo histórico de Santa Maria, o Mercado dos Lavradores é, há 82 anos, uma porta para a tradição e folclore da Madeira, onde é possível vislumbrar, ainda, muitas vendedoras trajadas com o típico fato madeirense, repleto de cores vivas, alegria e singularidade.