Caminho Real recorda Pão por Deus em São Jorge

A Associação do Caminho Real da Madeira promoveuno passado sábado, uma caminhada no Concelho de Santana, que contou com cerca de 60 participantes, sob o mote de recordar as tradições do Pão Por Deus pelos caminhos vicinais do Caminho Real 23 entre a Achada do Garamacho e São Jorge.

Com a chuva a dar tréguas e a desvelar as deslumbrantes paisagens da Costa Norte da Madeira, o grupo ecléctico de caminheiros dos 7 aos 77, partiu em mais uma viagem cultural, com descoberta da história e património do concelho de Santana. Pelos caminhos vicinais, miúdos e graúdos, iam recuperando tradições outonais tendo o Pão Por Deus como mote, encontrando nestes solos férteis uma vastidão de frutos habituais nesta altura do ano como solanos, araçais, romãs, goiabas e castanhas.

Pelo percurso de sensivelmente 9 km que se desenvolveu entre a Achada do Garamacho e a Vigia, seguindo o antigo Caminho dos Romeiros, foram sendo desvendados desvendando o património edificado que outrora desempenhou um papel importante na actividade económica do concelho. Neste aspecto destacam-se os engenhos do Lapão e da Palmeira, até aos moinhos da Fajã Alta, da Palmeira e da Ladeira do Gato, sem esquecer a vigia de baleias ou o mais recente farol.

Alguns momentos de maior dificuldade surgiram com o atravessamento a vau da Ribeira de São Jorge, onde se destaca o espírito de entreajuda a permitir que todos os caminheiros transpusessem em segurança o caudaloso curso de água e a subida até ao miradouro do Lombo do Pico. Esforços compensados com as magnificas vistas do vale verdejante da Ribeira de São Jorge e a hospitalidade com que os caminhantes foram acolhidos.

A terminar a caminhada, ainda houve a oportunidade de visita à exposição AMARTE patente na Junta de Freguesia e uma revisita à igreja Matriz de São Jorge, referência incontornável doestilo barrocona Madeira.

No final, um almoço convívio reuniu os participantes, para degustar algumas iguarias tradicionais de São Jorge, num ambiente de amizade e confraternização, onde foram distribuídos entre as crianças os tradicionais sacos de Pão Por Deus.

A Associação do Caminho Real da Madeira expressa o seu agradecimento especial ao Sr. António Rosa e ao Eng. José Branco pela hospitalidade de ambos e pela partilha dos seus conhecimentos e aos responsáveis do hotel Quinta do Furão e da Junta de Freguesia de São Jorge.