Novo concerto de órgão hoje à noite na igreja do Colégio

O organista finlandês que tocará hoje.

Depois de ter recebido o concerto inaugural do 11.º Festival de Órgão da Madeira, na passada sexta-feira, a Igreja de São João Evangelista (Colégio) recebe novamente hoje mais um concerto, novamente dedicado a Johann Sebastian Bach, lembra a SRTC.

Com início pelas 21h30, o concerto sob o tema ‘J. S. Bach (II) – Prelúdios e fugas’ terá como organista o finlandês Ville Urponen. A célebre Tocata e fuga em ré menor e o contraponto final (inacabado) da Arte da Fuga são algumas das obras que o organista interpretará neste recital. O órgão da igreja do Colégio – o maior da Madeira – vibrará assim ao som de algumas das maiores obras de Bach.

Ville Urponen é um dos organistas finlandeses mais conhecidos. Formou-se no programa de solista na Academia Sibelius, obtendo o diploma em órgão e piano.

Também estudou órgão no Conservatório Sweelinck com o professor Jacques van Oortmerssen. Urponen completou o Doutoramento em Música no Programa de Doutoramento em Artes da Academia em 2009.

Apresentou-se em vários grandes festivais de música na Finlândia e noutros países. Além dos seus concertos, Urponen gravou vários álbuns a solo. Grava regularmente para a Finnish Broadcasting Company (YLE), e já se apresentou na televisão e na rádio em vários países. As suas gravações e concertos têm recebido excelentes críticas na imprensa internacional. Por exemplo, o crítico da edição de janeiro de 2016 do American Organist escreveu que “Ville Urponen é um organista de soberba arte e esplêndida habilidade técnica, igual a muitos dos melhores na Europa Ocidental e na América do Norte”.

No Verão de 2012, Urponen tocou todas as obras para órgão de Johann Sebastian Bach em Helsínquia e no verão de 2020 deu os dois recitais de abertura para o 20º aniversário de Bach-Orgel na Leipzig Thomaskirche.

Ville Urponen é o director artístico do Turku Organ Festival e atuou de 2002 a 2009 como presidente da Organum, a mais antiga sociedade de música de órgão nos países nórdicos.

O 11.º Festival de Órgão da Madeira é um evento organizado pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direcção Regional da Cultura, e com direção de artística de João Vaz. Começou no passado dia 14 de Outubro, e prevê concertos diários até 23 de Outubro.  Todas as iniciativas que constam do programa são de acesso gratuito.

Mais informações poderão ser obtidas no portal oficial do Festival de Órgão, em https://festivaldeorgao.madeira.gov.pt/pt/pagina-principal.html .

Sobre o órgão da Igreja de São João Evangelista:

Este instrumento, com os seus 1586 tubos sonoros, integra-se num espaço sagrado de características bem particulares. Tratando-se de uma igreja de arquitetura típica dos colégios jesuítas, com uma nave de admirável amplitude e com acústica bastante amena, o órgão tinha de ser concebido, especialmente no que diz respeito às medidas dos tubos, com cuidado muito especial e singular. Assim, toda a tubaria deste instrumento, talhada em medidas largas, ecoa com intensa profundidade, e cada registo emite uma sonoridade com personalidade própria, fazendo parte de um conjunto harmónico mais baseado em sons fundamentais e menos em timbres resultantes dos harmónicos. Entendeu-se que seria indispensável doar este instrumento de uma certa “latinidade” sonora capaz de favorecer a execução de música antiga das escolas italiana, espanhola e portuguesa dos séculos XVII e XVIII.  Outro aspeto tomado em conta foi a necessidade de complementar o panorama organístico atual e local: o novo grande órgão presta-se, de uma forma ideal, para a realização de obras de épocas e de exigências técnico-artísticas para as quais nenhum dos 24 instrumentos históricos da Madeira oferece as condições adequadas, valorizando, para além disso, o conjunto do património organístico da Ilha da Madeira através da sua própria existência neste particular espaço sagrado, bem como por meio da sua convivência com os espécimes históricos.