“Corrida das Mulheres” a 29 de Outubro no Funchal

David Gomes, director regional de Desporto, Helena Silva, do Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Ricardo Sousa, presidente do Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro e Egídio Olim, vice-presidente da Associação de Atletismo da RAM, apresentaram ontem a XV Corrida das Mulheres, que se realiza no próximo dia 29 de Outubro.

Ricardo Sousa, presidente do Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), começou por destacar que este é o mês do “Outubro Rosa”, iniciativa destinada a sensibilizar para o cancro da mama”.

Na ocasião lançou um desafio à população para aderir ao evento e contribuir da forma que entender, com o movimento “vencer e viver”, apelando ainda “ao rastreio”.

Helena Silva, do Núcleo Regional da LPCC, apresentou-se como sendo “o rosto de alguém que teve o cancro da mama e sobreviveu”, tendo também tido uma mãe que “teve o cancro da mama, não se tratou, e infelizmente não sobreviveu”.

“Já passaram 23 anos e cá estou e continuo a fazer rastreio, sou uma mulher com garantia como digo um pouco na brincadeira. É preciso estar sempre alerta. Em outubro temos muitas actividades, e a Corrida das Mulheres é a principal, e esperamos ter esse apoio da população”, acrescentou.

Egídio Olim, vice-presidente da Associação de Atletismo da RAM, salientou que a prova é acessível a todas as idades, e deixou uma palavra de solidariedade, referindo que “a família do Atletismo está de luto”, pois “infelizmente numa das provas por nós organizada este fim-de-semana, tivemos o falecimento de um atleta”, acontecimento acerca do qual deixou condolências, “ao filho do atleta Fernando Alves, e a toda a família do atletismo”, referiu.

Este ano, adiantou, a corrida das Mulheres decorrerá num sábado, a partir das 17h00, no dia 29 de Outubro, com um pré-aquecimento em frente à Sé, uma aula de Zumba”.

“A partida será junto à Igreja da Sé, em direcção à Rua Fernão Ornelas, Avenida do Mar, Rua Conselheiro, com a conclusão no local da partida. As camisolas têm o custo de 5€, a iniciativa é solidária, todas as pessoas podem ajudar o Núcleo Regional da LPCC, e lembro ainda que nesta iniciativa todas e todos participantes praticam exercício físico, que é muito importante para a sociedade. Contem sempre connosco”, concluiu.

Também David Gomes declarou ser “um grato prazer e um orgulho, ver que o Desporto é também promotor do bem-estar físico, social, através da prática física e de solidariedade humana. Parabéns a todos, prosseguimos esta caminhada sempre na luta pela vida”.