In Memoriam: António Ribeiro Marques da Silva

foto: Rui Marote

A fotografia foi tirada pelo repórter Rui Marote na manhã do passado dia 26 de Junho, no elevador do Centro Comercial La Vie. Publicamo-la num registo bem-humorado, de homenagem à pessoa amável, simpática e cordial que António Ribeiro Marques da Silva sempre soube ser. Basicamente, um cavalheiro. E que será sempre assim recordado.

Independentemente da sua obra realizada, a sua pessoa era querida de muitos. Deixou-nos não muito tempo depois do seu irmão, Jorge Marques da Silva, outra excelente pessoa que infelizmente também partiu em Abril.

Pegagogo, investigador, director escolar, artista, antigo director regional dos Assuntos Culturais nos anos 80 do século passado, deputado socialista ao parlamento nacional, António Ribeiro Marques da Silva era um valioso homem de Cultura, que deixou múltiplas contribuições importantes, na esfera política, lectiva, opinativa, redactorial. Orgulhosamente podemos referir que foi, também, enquanto a saúde e a vontade o permitiram, colaborador do Funchal Notícias, onde, entre outros temas, discorreu sobre a obra da prestigiada artista madeirense Lourdes Castro. Foi esse o tema do seu último texto publicado no nosso jornal online.

É autor, entre outros escritos, de “Passaram pela Madeira”, uma obra publicada no âmbito das edições dos 500 anos do Funchal. Em muitos textos publicados em revistas culturais como a “Islenha”, e diversos órgãos de comunicação social, debruçou-se sobre múltiplos aspectos artísticos e históricos do nosso arquipélago.

Vai a sepultar amanhã, às 12h30, no cemitério de São Martinho. Era um excelente homem, um estudioso. O FN associa-se nas sentidas condolências aos familiares e amigos. Descanse em paz.