Vai haver festa nas Achadas da Cruz

Sílvio Mendes
As Achadas da Cruz, uma freguesia situada entre a Ponta do Pargo e o Porto Moniz, tem como padroeira Nossa Senhora do Livramento, a quem os paroquianos locais muito veneram.
A festa vai realizar-se no domingo 11 de setembro às 15 horas. No final da celebração eucarística decorrerá a procissão acompanhada pela Banda Filarmónica de São Vicente. A missa vespertina, no sábado 10 de setembro, começará pelas 20 horas.

Está integrada no município do Porto Moniz mas aquando da extinção deste concelho em 1849 e em 1895, passou esta freguesia a fazer parte do concelho da Calheta.

O nome Achada deve-se à  abundância de salvados do mar, pois na zona ribeirinha desta freguesia, existe uma considerável fajã, onde continuam a surgir muitos despojos na costa.

Não se sabe ao certo o motivo que deu origem ao nome Achadas da Cruz, mas talvez seria resultado de uma capela que foi edificada no terceiro ou último quartel do século XVI, que teve a invocação de Vera Cruz e de que devido a uma tendência simplificadora de linguagem dos habitantes locais abreviassem para o monossílabo Cruz.

Na Madeira Nossa Senhora do Livramento também é a padroeira das paróquias do Curral das Freiras e do Livramento, na freguesia do Monte, sendo celebrada no Caniço no segundo domingo de setembro. Na Ponta do Sol existe uma capela que lhe é dedicada cuja festa decorre no domingo a seguir a 9 de outubro.
Emigrantes na Austrália, naturais do Caniço, festejam Nossa Senhora do Livramento no domingo 11 de setembro sendo o evento promovido pela Associação Portuguesa da Costa Sul daquele país e integrando um arraial madeirense.