A “palavra resistente” de Saramago exposta na Galeria Anjos Teixeira

Foto DR

Na tarde de ontem, foi apresentada por Edgar Silva e Lucas Rosa, na Galeria Anjos Teixeira, a “palavra resistente” de José Saramago associada aos estilos musicais e movimentos de intervenção político-cultural que conduziram à Revolução de 25 de Abril de 1974.

Esta sessão foi dedicada à exposição da palavra musicada em ligação com a poética de José Saramago, no contexto histórico, político e social da canção como música de intervenção em Portugal. Neste sentido, foram apresentados poemas de Saramago que, a partir de 1965, dinamizaram a força de vanguarda da canção de intervenção em Portugal nos anos que antecederam a Revolução de Abril de 1974.

A iniciativa fez parte da programação da Galeria Anjos Teixeira para a comemoração do centenário do nascimento de José Saramago.