ISOPlexis distinguido com dois prémios a nível internacional nas áreas da “Agricultura de Precisão” e “Agroecologia”

Fotos DR

Conforme divulgou o FN (confira aqui), «dois trabalhos do Centro ISOPlexis foram distinguidos com o prémio de “melhor comunicação em poster científico” no “Simpósio de Agricultura Sustentável e de Precisão”, que decorreu entre os dias 18 e 20 de julho, em La Laguna, Tenerife, com temáticas nas áreas da gestão sustentável da água e do solo, novas tecnologias (drones, câmeras multi e hiperespectrais, sensores), bioestimulantes, fertilizantes, herbicidas, pesticidas e deteção de contaminantes.»

Em nota, a Universidade da Madeira refere que o «Centro ISOPlexis participou neste evento internacional com a divulgação dos principais resultados dos projetos Ahidagro, Apogeo, Fruttmac e Vercochar (Interreg MAC 2014-2020), Madeira OPUNTIAS (PRODERAM 2020), e CASBio (Madeira 14-20).»

Mias informa que «entre os 42 posters de diversos países, foram selecionados e premiados dois trabalhos do ISOPlexis nas áreas da Agricultura de Precisão e Agroecologia, pela “qualidade da investigação, novidade e importância”.

O trabalho premiado na categoria “Agricultura de Precisão” foi apresentado pela investigadora Sofia Valente e incidiu sobre o estudo preliminar na utilização de lamas de depuração na correção do solo na ilha da Madeira. Insere-se no Projeto Vercochar financiado pelo programa Interreg MAC 2014-2020, com a parceria da Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Por sua vez, o prémio de melhor comunicação em poster na categoria de “Agroecologia” foi atribuído ao estudo apresentado pela investigadora Carla Gouveia sobre a composição centesimal e fitonutrientes em cladódios e frutos da tabaibeira (Opuntia ficus-Indica (L.) Mill.). O trabalho premiado foi realizado em parceria com a Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural e insere-se no projeto Madeira OPUNTIAS, financiado pelo programa PRODERAM2020-16.2.2-Feader-01530.»