Violante Matos vai falar do seu livro de eleição de José Saramago

No âmbito do “Centenário de José Saramago”, a Galeria Anjos Teixeira promoverá, na próxima quinta-feira, 28 de julho, às 19h, à Rua João de Deus, n.º 12, no Funchal, um encontro com Violante Matos. A escritora falará sobre o seu livro de eleição de José Saramago.

Esta iniciativa integra-se no ciclo de conversas – que se prolongarão ao longo do mês de agosto – intituladas “Palavra Resistente”, promovidas na Galeria Anjos Teixeira, enquanto programação invocativa do “Centenário de José Saramago”.

Sobre Violante Matos

Violante Matos nasceu em Lisboa, em 1947, e licenciou-se em Biologia. Foi professora do ensino secundário e técnica de controle laboratorial de alimentos. Desenvolve uma intervenção cívica ligada ao ambiente e ao ordenamento do território. Ativista e dirigente da luta estudantil contra a ditadura e a guerra colonial, foi presa no 1.º de Maio de 1973, tendo cumprido 3 meses na prisão de Caxias. Depois da Revolução de Abril de 1974, continuou a ter intervenção política, quer a nível partidário, quer em movimentos cívicos com destaque para os de apoio a Timor-Leste, contra a guerra do Iraque e pela despenalização da IVG. Foi deputada à Assembleia Legislativa da Madeira, entre 1996 e 2000, e em 2006. Entre 1997 e 2001, foi vereadora na Câmara Municipal do Funchal. Publicou os seguintes livros: “Quinas, pelo Mar Fora…” (2018), “Quinas, uma Viagem à Ria” (2019), “Tixa a Presidente!” (2019), “Quando o Verão Amadurece” (2020), e “De Memória nos Fazemos” (2022).