315 utentes Ucranianos já usufruíram de cuidados no Sistema Regional de Saúde

Foto DR

O Governo Regional da Madeira já prestou apoio a 315 utentes Ucranianos, acolhidos na Região desde o início da guerra, através do Sistema Regional de Saúde.

Segundo o Instituto de Administração da Saúde, IP-RAM, no âmbito dos cuidados do serviço convencionado o apoio surge nas despesas de saúde para efeitos de reembolso e acordos de faturação (no setor privado), e ainda na comparticipação de medicamentos nas farmácias comunitárias. Valentyna Chan, representante, na Madeira, da Associação dos Ucranianos em Portugal afirma que «os ucranianos refugiados que se encontram na Madeira, têm tido o apoio necessário e acompanhamento igual ao utente madeirense. A ajuda tem sido muita quer no setor público quer no setor privado, através do reembolso de exames, raios-x, eletrocardiogramas, ressonâncias magnéticas.»

No que diz respeito ao setor público, foram prestados cuidados de saúde hospitalares a utentes ucranianos, nomeadamente no serviço de urgências, imagiologia, internamentos, cirurgias, consultas e diálise. Por sua vez, nos cuidados de saúde primários, a ajuda surge na administração de vacinas, urgências e internamentos. «Todos os casos que acompanhei, ou na tradução ou no acompanhamento a uma consulta, têm tido boa recetividade por parte dos profissionais de saúde. O sistema de saúde da Madeira é um grande apoio», refere Valentyna Chan.

A inserção no Sistema Regional de Saúde, através da atribuição do número de utente a todos os ucranianos refugiados permite, desta forma, garantir o acesso aos diferentes serviços de saúde e comparticipações nesta área, refletindo a iniciativa de cooperação e colaboração do Governo Regional perante as famílias de ucranianos acolhidos na RAM.