Câmara avança em 2023 com a construção do parque de estacionamento subterrâneo no Largo do Colégio para exploração privada

Foto André Ferreira.

Um dos propósitos do executivo de Pedro Calado é de aumentar o número de estacionamentos na cidade do Funchal. A anunciada construção de um parque de estacionamento subterrâneo na Praça do Colégio é o grande projeto de vulto da autarquia, que também despoletou alguma celeuma na oposição. Mas o projeto vai mesmo para a frente, segundo o presidente clarificou na entrevista ao FN.

Vídeo Lúcia Pestana

Questionado sobre o projeto, Pedro Calado esclarece as suas intenções: “Na nossa campanha eleitoral, apontámos para a criação de mil a mil e quinhentos lugares de estacionamento. Na altura, a oposição ficou satisfeita porque pensou que todos esses lugares ficariam concentrados na Praça do Município. Ora, esses lugares ficarão no Largo do Município e na baixa do Funchal. O que temos em mente e estamos a trabalhar nisso é lançar um concurso de conceção, construção e exploração de um parque subterrâneo no Largo do Município. Pretendemos fazer uma concessão a uma entidade terceira, através da abertura de um concurso de conceção do projeto, para construção da área e exploração dessa zona. Será, portanto, um projeto construído e explorado por terceiros, sem envolvimento da Câmara. Estamos a estudar a viabilidade económica e financeira para avançar. Mas devo adiantar que será um parque apenas por baixo do Largo do Colégio, portanto, não vai tocar nem nas fundações da CMF, nem no Museu de Arte Sacra nem na Igreja do Colégio… não vai abranger toda aquela zona subterrânea, é mesmo só debaixo do Largo. Pode andar à volta dos 400 a 500 lugares, subterrâneos… Vamos tentar lançar o projeto até ao final deste ano; é provável que a construção comece no próximo ano e esteja concluída cerca de dois anos depois.”